Um CNPJ possibilita inúmeras vantagens para quem tem algum tipo de empresa e ainda vive na informalidade, além de trazer um ar mais profissional para o seu negocio.

Deixando tudo nos trilhos, sua empresa será vista com bons olhos e estará mais próxima de novas oportunidades ou eventuais parcerias. Se todos nós precisamos de um CPF, sua empresa não pode abrir mão de um CNPJ.

O primeiro passo é escolher um tipo de empresa.


Um dos registro mais escolhidos, por sua facilidade e por ser voltado para pequenos e médios empreendedores, é o registro MEI (Microempreendedor Individual).


Antes de abrir o seu registro MEI, você precisa se certificar que sua atividade está entre as mais de 400 atividades permitidas para o registro.


É preciso se certificar também, que sua empresa movimente até R$ 81.000,00 por ano, você não pode ser dono ou sócio de outra empresa e precisa respeitar o limite de apenas um funcionário registrado no rigime CLT.


Se você atende essas exigências basta apenas acessar o site da receita federal tendo posse dos seguintes documentos: RG. CPF. Comprovante de Endereço da Empresa e da Residência. Título de Eleitor. Nº da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (se declarou nos últimos dois anos). Consulta prévia de localização aprovada (se o município exigir).



As vantagens de ser MEI:


























COBERTURA DO INSS

Com o CNPJ MEI você estará coberto pela Previdência com auxílio-doenca, aposentadoria por idade ou invalidez, auxílio-maternidade e etc.

























NOTA FISCAL MEI

Com o CNPJ MEI você poderá emitir Nota Fiscal Eletrônica.

























IMPOSTO FIXO, MENSAL E BARATO

Você pagará no máximo R$ 54 por mês de impostos de seu CNPJ MEI.

























CONTA BANCÁRIA EMPRESARIAL

Ao abrir MEI poderá ter conta jurídica e solicitar financiamentos.

























FATURAMENTO MÁXIMO COM CNPJ MEI

MEI poderá faturar em média R$ 6.750/mês (R$ 81 mil em 1 ano).

























MEI NÃO PRECISA DE CONTADOR

Controles simplificados do CNPJ MEI feito pelo próprio empreendedor.

























FUNCIONÁRIO DO MEI

Ao abrir MEI poderá registrar um empregado com tributação reduzida.



Outros tipos de registros:


ME - Micro Empresa

A ME deve ter um faturamento igual ou inferior a R$ 360 mil por ano. Não há restrições no número de atividades que podem ser desempenhadas, mas é necessário estar atento ao controle do faturamento, com uma boa gerência do fluxo de caixa. Uma microempresa pode se enquadrar em alguns regimes fiscais (Simples Nacional, Lucro Real ou Lucro Presumido). É sempre bom verificar com um especialista qual é o mais indicado para a característica de seu negócio. O registro da empresa deve ser realizado em uma junta comercial e ela pode ser dividida em diferentes categorias, como sociedade simples, EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada), sociedade empresária e empresário.


EPP - Empresa de Pequeno Porte

Se o seu negócio tem faturamento até um limite de R$ 4,8 milhões ao ano, ele pode ser classificado como uma EPP. A empresa deve ser formalizada em uma Junta Comercial e pode, a partir de então, optar pelos mesmos regimes tributários que uma ME.

Vale lembrar que especialmente no caso das MEs, o valor dos impostos pagos vai variar de acordo com a atividade desempenhada. Então é muito importante definir bem qual é a atividade da sua empresa para conseguir pagar o menor imposto possível sem correr o risco de tomar alguma punição por atividade ilegal.
 

Agora que você já sabe um pouco mais sobre os tipos mais comuns de registro, aqui vão algumas dicas mais práticas

Seus documentos devem estar atualizados.

Os documentos necessários para a solicitação do seu CNPJ variam de acordo com qual registro pretende criar, e as solicitações podem mudar levando em conta a sua região. No entanto, independente do tipo de registro seus documentos devem estar sempre atualizados.


Em alguns casos é importante buscar ajuda especializada.

Com exceção do regime MEI, que é muito mais simples, outros registros de empresas são um pouco mais burocráticos e a ajuda de um profissional de contabilidade pode ser essencial.


Faça tudo sem sair de casa.

Através do site da receita federal, você pode baixar um aplicativo para seu computador e fazer seu registro de forma rápida e prática. Vale ressaltar que o processo de cadastro pode variar de acordo com a sua região.


Viu só como é simples? Agora, você já pode pedir sua InfiniteBlack e ser o dono do seu lucro!

A InfinitePay nasceu para oferecer a melhor, mais tecnológica e mais justa solução de pagamentos ao empreendedor. Na Guerra das Maquininhas, nós decidimos ficar do seu lado e, por isso, criamos conteúdos como esse para facilitar o crescimento do seu negócio! Conte sempre com a InfinitePay.